Skip to content

hidratação-na-gravidez
Manter o corpo hidratado durante a gravidez é sinônimo de saúde tanto para a mãe quanto para o bebê. As mudanças hormonais durante a gestação provocam a desidratação do corpo. E a maneira mais eficiente de manter a hidratação na gravidez é bebendo muita água.
A importância da água na gravidez
Uma mulher grávida deve tomar, em média, dois litros de água por dia.A hidratação na gravidez gera muitos benefícios.

Benfícios da hidratação na gravidez

• Melhora a circulação do sangue
• Melhora a irrigação do útero e da placenta
• Mantém o líquido amniótico em quantidades adequadas
• Estabiliza a pressão arterial
• Elimina toxinas
• Previne infecções urinárias

 Formas de se manter hidratada

Se a mãe não está acostumada a beber dois litros de água diariamente, ela pode optar por sucos de frutas, água de coco e leite, que ajudam a alcançar a meta recomendada pelos médicos.
O leite é um grande aliado da hidratação no período da gravidez. Além de possuir 90% de água,beba agua na gravidez é rico em cálcio e proteínas.
Alimentos ricos em líquidos também são bem-vindos, como as frutas e os legumes. Os caldos e as sopas ajudam a hidratar, além de fornecer vitaminas e sais minerais.
O ideal é escolher produtos mais naturais possíveis. Entre os alimentos com maior porcentagem de líquidos estão: alface, tomate, couve-flor, laranja, abacaxi, melancia, maçã, pera, melão e goiaba.

Líquidos que devem ser evitados

Nem tudo que é líquido traz os benefícios necessários para a mãe e o bebé. As gestantes sempre devem evitar chás e cafés, pois podem causar agitação e taquicardia. As bebidas com gás e alcoólicas também devem ser evitadas, pois esses líquidos podem afetar a absorção do cálcio pelo bebê.
A mãe também deve evitar ingerir bebidas durante ou logo após a refeição. Pois essa prática dificulta a digestão.

Com esses cuidados, a hidratação ajuda a ter uma gravidez saudável, tanto para si como para o bebé.

Partilhe

alimentos-evitar-na-gravidez
Toda gestante sabe que a alimentação é a chave para uma gravidez saudável. Se a alimentação da mamãe for desregrada, essa é uma excelente oportunidade para fazer uma verdadeira reeducação nos seus hábitos.
Além da sua própria saúde, você estará fornecendo ao seu bebê todos os nutrientes e vitaminas essenciais para o seu pleno desenvolvimento. Durante a gravidez, alguns alimentos devem ser totalmente evitados. Vejamos agora alguns desses alimentos proibidos na gravidez:

Alimentos proibidos na gravidez:

• Cafeína

Presente não apenas no café, mas em chás, chocolates, bebidas de cola e energéticas, a cafeína deve ser evitada ao máximo, pois pode inclusive causar um aborto espontâneo ou outros problemas sérios para a saúde do bebê.

• Frutas e verduras sem lavar

Esse cuidado deve ser tomado em qualquer época ou idade, mas durante a gestação ele se torna fundamental. Verduras e frutas cruas e sem serem prelevadas podem conter parasitas e outros produtos tóxicos, usados durante o plantio. Então, muito cuidado!

• Peixes

Muito indicados pela presença de ômega 3, os peixes devem ser evitados durante a gravidez, por conta da possibilidade de uma alta concentração de mercúrio, que é extremamente prejudicial para o bebê. Evite conservas e filés de peixe e também com os suplementos a base de peixe.

• Ovos crus

Presentes em molhos, temperos e até em alguns doces, os ovos crus devem ser totalmente evitados, por conta do risco de contaminação. Prefira os alimentos industrializados, pois nesse caso, os ovos foram pasteurizados e o risco é praticamente zero.

• Carnes cruas ou malpassadas

Se você é daquelas mamães que gosta de sushi ou de carnes vermelhas malpassadas, durante a gravidez você vai precisar mudar seus hábitos. São muitos os parasitas que podem estar presentes nessas carnes, então, evite-as!

• Álcool

Mesmo em pequenas quantidades, o álcool deve ser totalmente evitado durante a gravidez, pois ele será metabolizado pelo fígado em formação do feto, o que pode trazer diversos problemas sérios para a sua saúde.

Vimos aqui alguns alimentos proibidos na gravidez. Informe-se mais sobre esse assunto e busque manter uma alimentação correta e equilibrada durante esse período tão especial da sua vida.

Seu bebé agradece!

Partilhe

stress-na-gravidezO stress é um dos grandes males dos dias de hoje. Acumulamos trabalho, funções, temos atividades em excesso e nos cobramos – e somos cobrados - cada vez mais por resultados e metas.
Na gravidez, entretanto, o stress deve ser combatido, pois esse é um período bastante específico na vida da mulher. O stress pode ser muito prejudicial durante a gravidez, com consequências muito sérias. Portanto, aprendamos agora como evitar stress na gravidez:

Dicas Para Evitar Stress Na Gravidez

Dedique tempo a você mesma!

Provavelmente, durante sua gravidez, você vai continuar tendo grande parte das tarefas que já tinha anteriormente. Por isso, é fundamental que nessa fase, você dedique um tempo a você mesma!
Deixar as tarefas cotidianas de lado e curtir a gravidez é um ótimo caminho para evitar o stress na gravidez. Leia um bom livro, ouça sua música preferida, faça alguma atividade manual que lhe dê prazer, enfim, ache um respiro para aproveitar sua gravidez e cada instante dessa fase mágica.

Prepare-se!

Um dos grandes motivos de stress durante a gravidez é a preocupação! Essa preocupação advém das dúvidas que você tem sobre a própria gravidez, sobre os cuidados com o bebé, e em tudo que se relaciona à chegada dessa nova vida.
Preparar-se significa obter mais conhecimento, ler sobre o assunto, conversar com outras mães, e assim, ficar mais segura sobre tudo que está acontecendo com seu corpo e com sua vida. Com mais preparação, menos preocupações, e menos stress!

Diálogo é fundamental!

Outro item importante para evitar o stress é conversar. Seja com seu parceiro, com suas amigas ou colegas de trabalho, dividir suas dúvidas e ansiedades é sempre saudável, portanto, converse mais!

Aproveite cada instante

A gravidez não é uma doença, é um estado, uma fase. Seu corpo muda a cada dia, seu humor anda péssimo, você sente dores e uma série de outras coisas desagradáveis. Mas lembre-se sempre de que você está gerando uma nova vida, e que isso é maravilhoso!

Seu corpo irá voltar ao normal depois do parto, seu nervosismo irá passar e tudo será muito melhor do que era antes.

Portanto, aproveite cada instante de sua gravidez, com intensidade e entusiasmo!

Partilhe

Diabetes-na-gravidez
Diversas alterações podem ocorrer no organismo da mãe durante a gestação. Uma dessas alterações é o aparecimento da diabetes na gravidez. Também conhecida como diabetes gestacional ela é causada pelo excesso de açúcar na corrente sanguínea.

Ao contrário da diabetes comum, ela desaparece com o nascimento do filho, e é causada pela diminuição sazonal da produção de insulina por parte do pâncreas.

Durante a gestação, o pâncreas precisa produzir mais dessa substância para atender as necessidades do feto.
As alterações hormonais, comuns na gravidez, também podem levar a um quadro de diabetes na gravidez. Logo nos primeiros exames do pré-natal, as mães fazem um exame de sangue completo, que será capaz de diagnosticar esse problema. Se o médico tiver suspeitas, o exame pode ser repetido na segunda metade da gestação.

Quais os riscos da diabetes na gravidez

O excesso de açúcar na corrente sanguínea da mãe, irá atravessar a placenta e fazer com que o bebê tenha um crescimento exagerado. Embora isso possa parecer positivo, já que as mães adoram crianças grandes, o tamanho exagerado pode trazer alguns problemas.

Problemas causados pela diabetes durante a gestação

• Dificuldade no parto, aumentando as chances de ser necessária uma cesariana
• Propensão a icterícia e à hipoglicemia após o parto
• Aumento excessivo do líquido amniótico
• Possibilidade de propensão à obesidade na fase adulta

Como prevenir a diabetes na gravidez

Segundo os especialistas, os cuidados com a alimentação são uma boa forma de prevenir essa doença sazonal. Outros fatores interferem no seu aparecimento, como a idade da mãe (quanto mais novas menor a chance) e o índice de massa corporal, que se for acima de 30 também aumenta o risco.

Outra forma de prevenção

Prática de atividades físicas regulares, que ajudam a manter o nível correto de açúcar no sangue. Se você for diagnosticada com diabetes na gravidez, nada de desespero.
Com o acompanhamento do seu médico e de um endocrinologista a sua gestação será praticamente normal, sendo necessários apenas alguns cuidados para que o nível do açúcar seja mantido em níveis aceitáveis. Para isso, algumas restrições alimentares são suficientes.

O uso da insulina injetável é recomendada apenas pelo médico, e em casos muito graves.

Partilhe

berço-para-bebeUma das grandes dúvidas dos pais, principalmente os de primeira viagem, é sobre o berço do bebê. São muitas ideias, muitos modelos disponíveis no mercado e também, muitos palpites, de familiares e vendedores.
Essas preocupações são legítimas, afinal, será a primeira cama do seu filho ou filha, e ele irá passar boa parte do começo da sua vida nele, então, é preciso levar algumas coisas em consideração para que se faça uma boa escolha.

O que tem de ter em conta para escolher o Berço para o Bebé

O tamanho e a procedência

Antes de qualquer escolha estética, é fundamental que o berço seja funcional e resistente. Em geral, os berços possuem um tamanho padronizado, o que facilita a escolha.
Algumas variações são encontradas, principalmente na altura das grades de proteção e também da distância em relação ao chão. Para saber qual escolher, basta usar o bom senso.
A altura dos pais deve ser um fator considerado, pois é preciso levar em conta que o bebê será colocado e tirado várias vezes por dia do berço. Portanto, quão mais facilitada for essa tarefa, melhor.
O berço deve ser certificado pelos órgãos responsáveis pelo controle de qualidade, e é fundamental exigir essa certificação da loja que fornece o produto. No caso de um marceneiro de confiança ser o executor do berço, as regras de segurança devem ser seguidas também.

Outros aspectos importantes

Quando o casal estiver escolhendo o berço para o bebê, é importante levar em conta também, alguns aspectos:

• Densidade do colchão
• Uso ou não do mosquiteiro e outros acessórios – usar sempre o bom senso e pensar na segurança do bebê
• Optar por material seguro e durável
• Adequar o berço e os acessórios, como o trocador, ao tamanho do quarto do bebê ou do casal, para que haja espaço suficiente
• Obter informações sobre o fabricante e a loja, além de buscar aconselhamento com parentes e amigos

Levando em conta essas dicas e usando o bom senso, os pais estarão aptos a fazer a melhor escolha de berço para o seu bebê, optando por um móvel seguro, prático e que torne a vida do seu pequeno bem mais confortável!

Sites onde pode encontrar tudo da melhor qualidade para o seu Bebé :

Partilhe

exercicio durante gravidez
Com certeza, a prática de exercício durante a gravidez é fundamental. Afinal, o sedentarismo não é nada saudável, seja em qualquer fase da vida.
Mas, para as mulheres grávidas, existem alguns cuidados que precisam ser tomados durante a atividade física. Todo o exercício é bem-vindo, desde que seja feito com moderação.

Exercício Durante a Gravidez  - O Que Evitar e os seus Benefícios

Antes de mais nada, é preciso obter uma liberação médica. Tenha a certeza de que seus exercícios não trarão nenhum risco para o seu bebê.

Lembre-se: os exercícios podem ser frequentes em seu dia a dia, mas sem exageros.

Evitar

Uma mulher grávida sempre deve tomar cuidado com os exageros:
• Evite se expor ao sol
• Evite exercícios de grande impacto
• Não deixe aumentar muito a frequência cardíaca
• Evite aumentar muito a temperatura do corpo
Os sinais de que a atividade física está exagerada são: tontura, transpiração em excesso, vermelhidão e taquicardia. O exagero pode gerar lesões nos músculos e nas articulações da mãe. Já o bebê pode ter interferência no crescimento e um parto prematuro.

Benefícios

Como o corpo feminino passa por muitas mudanças durante a gestação, o exercício físico é um grande aliado para manter a saúde. Entre os benefícios da atividade física na gravidez, podemos destacar:

• Fortalecimento da musculatura
• Disposição para as atividades do dia a dia
• Consciência corporal
• Mais tolerância à dor
• Controle do peso
• Controle da pressão arterial
• Prevenção da diabetes gestacional
• Melhor postura (evitando dores nas costas)

Exercícios para grávidas

Se quiser conhecer alguns exercico para começar a treinar veja o video e siga as indicações

Existem alguns exercícios que podem ser indicados em qualquer fase da gestação, sempre com acompanhamento médico. As atividades físicas mais indicadas para as gestantes são:
• Caminhada
• Alongamentos
• Pilates
• Hidroginástica
• Bicicleta ergométrica
• Corrida leve
• Musculação leve

Segundo especialistas, o ideal é que os exercícios sejam realizados durante quatro ou cinco dias por semana. As atividades podem ser realizadas durante meia hora por dia. Lembre-se: os exercícios podem ser frequentes em seu dia a dia, mas sem exageros.

Partilhe

doenças mais comuns nos bebesAssim que vêm ao mundo, os bebês já estão sujeitos à uma série de doenças e enfermidades. Isso acontece porque seu sistema imunológico ainda está em formação e, portanto, é bem fraco.
É comum que as mamães e papais se preocupem ao longo do primeiro ano de vida do bebê, entretanto, o aparecimento de certas doenças é muito comum, e fazem parte do processo de crescimento de todas as crianças.
Portanto, nada de desespero! Basta conhecer um pouco mais sobre as doenças mais comuns nos bebés recém-nascidos, tentar evita-las e trata-la adequadamente quando surgirem.

Doenças comuns nos bebés recém-nascidos

Acompanhe o desenvolvimento de seu bebê, e se perceber algo diferente, procure o pediatra.

• Icterícia

Essa doença típica dos recém-nascidos se caracteriza pelo aparecimento de uma coloração amarelada nas mucosas e na pele do bebê. Ela é causada basicamente, pela imaturidade do fígado, que ainda não tem a capacidade de metabolizar certas substâncias, como a bilirrubina. O tratamento é feito com banhos de luz fluorescente específica para esse fim, e em geral, apresenta excelentes resultados.

• Resfriados

É praticamente impossível evitar que os recém-nascidos tenham resfriados, afinal, eles são importantes para que o sistema imunológico da criança se desenvolva e possa combater por si os vírus causadores da doença. Casos mais severos devem ter acompanhamento médico.

• Bronquiolite

Essa infecção atinge muitos bebês e é causada por um vírus, principalmente nos dois primeiros meses de vida. Seus sintomas são parecidos com os de um resfriado, mas nesse caso, o peito do bebê apresenta um chiado bem característico. A doença é alérgica, e pode ser tratada com muita hidratação, inalação com soro e desobstrução nasal, e se os sintomas não regredirem em três ou quatro dias, é preciso buscar ajuda médica.

• Otite

Uma das doenças mais comuns que atingem os recém-nascidos é a otite, ou seja, a infecção ou inflamação nos ouvidos. Por serem ainda muito sensíveis, essas estruturas não são imunes a agentes externos, como água, poeira ou outros materiais, o que causa a inflamação. Nestes casos, o bebê sente muita dor e é preciso buscar ajuda médica.

Além dessas enfermidades, muitas outras podem afetar seu bebê nos primeiros meses de vida, como inflamações urinárias, faringite, laringites, varicela e outras doenças comuns nessa fase da vida.

Partilhe

A gravidez é um momento mágico para muitas mulheres. A sensação de estar grávida e dedicar todo seu amor a um pequeno ser é indescritível. Mas a responsabilidade de gerar uma vida requer inúmeros cuidados de uma mamãe.
Eu mesma, tive muitas dúvidas sobre o que evitar durante a gravidez para garantir o melhor desenvolvimento do meu bebê.

Essa é uma das primeiras dúvidas a serem tiradas ao iniciar o acompanhamento médico.

Neste artigo, separei 5 coisas que mulheres grávidas definitivamente devem evitar fazer durante a gestação.

O Que Evitar Durante a Gravidez

evitar

1 – Automedicação

A automedicação já é perigosa para qualquer pessoa, imagine para grávidas. Até mesmo os remédios que não exigem receita médica podem causar efeitos colaterais e reações alérgicas. Por isso, evite tomar qualquer remédio antes de consultar um médico.

2 – Química no cabelo

Para mulheres que costumam pintar ou alisar o cabelo frequentemente, os médicos indicam que essa prática deve ser evitada durante toda a gravidez ou, pelo menos, durante os três primeiros meses de gestação.
Não há pesquisas provando que a química afeta a formação do bebê, mas o organismo sempre acaba absorvendo um pouco dessa química pelo couro cabeludo. Então, é melhor evitar o risco.

3 – Ingerir alimentos crus

Ingerir carne crua ou qualquer alimento mal preparado não é uma boa ideia durante a gravidez. Uma mulher grávida tem baixas no sistema imunológico e a ingestão desses alimentos pode causar uma intoxicação alimentar, prejudicando o bebê.

4 – Doar sangue

Essa prática não deve ser cogitada em hipótese alguma. Doar sangue durante a gestação pode acarretar em anemia e na falta de nutrientes para a mãe e o bebê.

5 – Tomar vacina

Algumas vacinas não são prejudiciais ao feto. Entretanto, estão contraindicadas as vacinas que possuem vírus vivos, pois estas podem levar à má formação do bebê. Na dúvida, consulte um médico.

Outras coisas a Evitar na Gravidez

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas, não fumar, não fazer tatuagem. Enfim, as recomendações são inúmeras. Conheça algumas das consequências do Álcool na Gradivez.

Se você tem dúvidas, procure um médico e mantenha seu organismo sempre saudável para garantir que seu bebê nasça com uma saúde impecável.

Partilhe

Sintomas-de-gravidezA gravidez é um momento muito especial na vida da mulher e de toda a família. Planejada ou inesperada, é motivo de muita alegria e satisfação, afinal, é a celebração da vida em sua forma mais plena.
Algumas mulheres, entretanto, têm dúvidas sobre como identificar os primeiros sintomas de gravidez. Preparei aqui, com base na minha experiência de duas gestações.

Dicas para que você consiga identificar esses primeiros sintomas de gravidez

 sintomas

1. Cólica ou inchaço abdominal

Esse sintoma pode aparecer, pois, com o óvulo fecundado, há um aumento considerável no fluxo de sangue na região abdominal, e isso pode causar o inchaço ou a incidência de cólicas

2. Corrimento vaginal rosado

Esse sintoma pode aparecer até três dias após o ato, e indica a entrada do espermatozoide no óvulo e seu deslocamento pelo útero.

3. Mamas sensíveis

Esse é um dos primeiros sintomas da gravidez, já que o aumento dos hormônios causa esse desconforto e prepara a mulher para iniciar a produção de leite

4. Aumento da frequência urinária

Com a gravidez, há o aumento no nível de progesterona, e o resultado é um número maior de idas ao banheiro

5. Pele mais oleosa e acnes

Nas primeiras semanas de gravidez é comum o aumento da oleosidade da pele e o aparecimento ou aumento das espinhas

6. Cansaço

O aumento do nível hormonal e a diminuição na concentração de açúcar no sangue podem trazer a sensação de cansaço

7. Enjoo e vômitos

Um dos primeiros sintomas de gravidez é o surgimento de vômitos e enjoos injustificados, principalmente pela manhã

8. Aversão a odores fortes

É muito comum também que a mulher tenha aversão a cheiros fortes, como gasolina, cigarro ou até mesmo perfume

9. Variações de humor

Se seu humor está mudando repentinamente, esse pode ser um sinal de gravidez
Vimos aqui que, além do atraso na menstruação, outros sinais podem se fortes indícios de que você está grávida.

Para ter certeza de suas suspeitas, o teste caseiro, destes que se compra em farmácias, é bem seguro, prático e confiável.
Se der positivo, parabéns mamãe! E não esqueça de procurar seu médico!

Partilhe

Beneficios Da AmamentaçãoAssim que sabem que estão grávidas, as mães começam a se preocupar com a saúde e o bem-estar de seus pequenos. Essa preocupação se estende durante toda a gravidez e por mais alguns bons anos, e há quem diga que ela não acaba nunca!  Então a amamentação trás beneficios para o bebé? 
A boa notícia é que um dos principais cuidados que a mamãe pode oferecer ao seu filho e de forma totalmente gratuita, depende apenas dela: amamentar no peito. Os benefícios dessa alimentação natural são imensos, e nenhuma mãe deve abrir mão disso, exceto se apresentar algum problema que impeça a sua prática.

Vejamos agora alguns dos muitos Beneficios Da Amamentação para o Bebé:

amamentar

1. Aumento da imunidade

O leite materno proporciona ao bebê o aumento da sua imunidade, pois possui diversos fatores anti-infecciosos e células de defesa. Assim, os primeiros meses de vida do bebê serão muito menos suscetíveis a infecções e a inflamações oportunistas.

2. Contato físico

O contato do bebê com a mãe durante a amamentação é muito importante, pois favorece sua estimulação e seu crescimento intelectual e afetivo. Para as mães, ajuda a controlar o stress e a ansiedade, além de fortalecer os laços afetivos entre ambos.

3. Maior aproveitamento dos nutrientes

O leite materno é mais facilmente aceito pelo organismo do bebê, inclusive pelo sistema digestivo. Ele reconhece os elementos do leite da mãe, o que não acontece se o leite é de outra origem, como o de vaca ou o artificial. Assim, todos os nutrientes são absorvidos em sua totalidade, facilitando o melhor desenvolvimento do bebê.

4. Menor risco de alergias

Por ser natural ao bebê, o leite materno faz com que o organismo se desenvolva com menor risco de ser alérgico

5. Fortalecimento dos pulmões

Ao sugar o leite, os pulmões do bebê se desenvolvem mais plenamente

6. Diminui as cólicas

Como é facilmente digerido pelo organismo do bebê, o leite materno ajuda a evitar cólicas abdominais, causadas pela intolerância a outros leites, por exemplo.

7. Previne a anemia

Por ser extremamente rico em ferro, o leite materno é recomendado também para que se previna a anemia em bebês.

8. Melhoria no desenvolvimento cognitivo

O leite materno ajuda também no desenvolvimento cognitivo dos bebes, segundo apontam estudos. O motivo é a presença de gorduras que favorecem o desenvolvimento cerebral e da capacidade de raciocínio.

Partilhe